Lucro da Philips Lighting no 2º tri supera expectativa, mas com desempenho misto

AMSTERDAM (Reuters) - A Philips Lighting, maior fabricante de lâmpadas do mundo, divulgou um aumento maior do que o esperado no lucro do segundo trimestre, com uma melhora nas margens de suas divisões de LED e iluminação residencial ofuscando a queda nas vendas.

A companhia disse que a venda de seus sistemas de iluminação residencial conectados --uma pequena, mas crescente parte de seus negócios-- foram impulsionados pela adoção de plataformas de tecnologia para residências ativadas pela voz, como Amazon Echo, Apple HomePod, e Google Home.

O lucro ajustado antes de juros e amortização (Ebita, na sigla em inglês) subiu 8 por cento, para 174 milhões de euros no trimestre em comparação a um ano antes, com uma queda de 2 por cento nas vendas, para 1,70 bilhão de euros.

Os analistas pesquisados pela Reuters estimavam Ebita ajustado de 160 milhões de euros.

A Philips reiterou suas metas para o ano de 2017 de voltar a ter crescimento das vendas e melhorar a margem Ebita ajustada em 50 a 100 pontos, que subiu para 9,2 por cento no trimestre, ante 9,1 por cento no trimestre do ano anterior.

(Por Toby Sterling)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos