Bolsas

Câmbio

Chefe da OMC diz que Brasil está ativamente tentando eliminar restrições ao comércio de carne

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil está engajado nas negociações do comitê da Organização Mundial do Comércio (OMC) com o objetivo de eliminar qualquer potencial barreira às exportações de carnes suína e de frango, com uma reunião em dezembro sendo a próxima oportunidade para avançar com os acordos que beneficiem suas exportações agrícolas, disse o diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, nesta terça-feira.

O Brasil propôs a adoção de critérios científicos relacionados a padrões sanitários no comércio de alimentos em um comitê da OMC, disse Azevêdo em uma conferência.

O Brasil e a Europa têm interesse em avançar nas negociações para reduzir os subsídios que distorcem o comércio, embora não haja acordo à vista, completou ele. A UE, o Brasil e outros três países da América Latina implementaram uma proposta da OMC em julho para reduzir os subsídios agrícolas.

"Para que seja possível reduzir os subsídios, é necessário que todos os países mudem. Caso contrário, é como o desarmamento unilateral", afirmou Azevêdo.

A OMC realizará uma conferência ministerial em Buenos Aires no início de dezembro.

As declarações de Azevêdo ressaltaram a importância de eliminar barreiras protecionistas em um momento em que o crescimento do comércio global permanece fraco.

A OMC prevê que 2017 será o sexto ano consecutivo de crescimento do comércio global abaixo de 3 por cento, sendo esse o ritmo mais lento de crescimento desde a Segunda Guerra Mundial, disse ele.

(Reportagem de Ana Mano)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos