Bolsas

Câmbio

Ibovespa ensaia recuperação após perder os 75 mil pontos; cautela com política e exterior segue no radar

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa operava no azul e buscava uma recuperação nesta terça-feira, após cair nos três pregões anteriores e perder o patamar dos 75 mil pontos, mas com investidores ainda adotando cautela diante da cena política local e das tensões entre Coreia do Norte e Estados Unidos.

Às 11:54, o Ibovespa subia 0,49 por cento, a 74.805 pontos, após acumular perda de 2,05 por cento nos três pregões anteriores. O giro financeiro era de 2,5 bilhões de reais.

O adiamento da leitura da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, que não aconteceu na véspera devido a falta de quórum na sessão, leva agentes de mercado a questionar o andamento das propostas de reformas no Congresso, especialmente a da Previdência.

A cena política também mantém no radar a expectativa em torno das negociações sobre o novo Refis, programa de renegociação de dívidas tributárias. Nesta manhã, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o texto está em discussão, mas não foi finalizado.

No exterior, as tensões geopolíticas ainda despertavam alguma cautela, embora os investidores mostrassem menos preocupações, após declarações dos Estados Unidos, destacando que os esforços diplomáticos para lidar com a crise provocada pelos programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte continuam.

"O temor de que as provocações se ampliem entre os dois líderes ainda é fator de risco para tumultuar o mercado de ações no curto prazo", escreveram analistas da corretora Magliano, em nota a clientes.

DESTAQUES

- CEMIG PN tinha alta de 1,58 por cento, após ter caído quase 5 por cento na mínima, com investidores avaliando que o aumento de capital proposto pela elétrica mineira pode ser usado para redução de dívida, embora ainda exista alguma pressão devido ao valor proposto abaixo do último fechamento e à eventual possibilidade de a empresa usar os recursos para aquisições.

- USIMINAS PNA avançava 3,28 por cento e era destaque da ponta positiva do índice após cair mais de 12 por cento na véspera. GERDAU PN tinha alta de 3,01 por cento e CSN ON ganhava 1,28 por cento, também após as quedas da véspera e com algum respaldo da alta para os contratos futuros do aço na China.

- VALE ON subia 1,96 por cento, buscando uma recuperação após cair nos cinco pregões anteriores, acumulando perda de 9,2 por cento no período.

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,97 por cento e BRADESCO PN tinha valorização de 0,96 por cento, ajudando o tom positivo do Ibovespa devido ao peso dessas ações em sua composição

- PETROBRAS PN caía 0,51 por cento e PETROBRAS ON perdia 0,31 por cento, em linha com o movimento dos preços do petróleo no mercado internacional.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos