Bolsas

Câmbio

Não há dúvida que aprovar reforma da Previdência neste ano é difícil, diz Meirelles

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, reconheceu nesta terça-feira a dificuldade em tirar a reforma da Previdência do papel e afirmou que o presidente Michel Temer reconheceu isso a líderes da base aliada, mas enfatizou que essa pauta não é uma questão de escolha, mas sim fiscal.

"(A declaração de Temer) reconheceu uma realidade", afirmou Meirelles a jornalistas. "Não há dúvida de que existe dificuldade em aprovar a reforma da Previdência este ano, mas a ideia é de que vá para votação (em 2017)", acrescentou ele.

Na noite passada, Temer admitiu a possibilidade de derrota na apreciação do texto em reunião com líderes da base aliada na Câmara dos Deputados. Também deixou a porta aberta para um abrandamento adicional na proposta em direção a "um avanço que permita a quem vier depois fazer uma nova revisão".

Interpretando as declarações como sinal de frouxidão no compromisso com o ajuste fiscal, o mercado reagiu mal nesta sessão, com avanço dos juros futuros, do dólar frente ao real e com a queda da bolsa.

Após participar de evento em São Paulo, Meirelles afirmou que se por alguma razão a reforma da Previdência não for votada neste ano, "certamente" isso será feito em 2018.

Destacou ainda que caso a questão não seja enfrentada, a alteração nas regras para concessão de aposentadorias será "o primeiro e maior desafio do próximo governo".

Falando sobre a privatização da Eletrobras, o ministro da Fazenda avaliou que a abertura de capital da companhia irá viabilizar investimentos e um fundo de amortecimento de preços de tarifas.

Meirelles também afirmou que o governo enviará o projeto de mudanças para recuperação judicial e falência até a próxima semana ao Congresso Nacional e que o texto buscará maior eficiência nesses processos.

(Reportagem de Thaís Freitas)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos