Bolsas

Câmbio

Embraer é "parte prejudicada" em disputa comercial entre Boeing e Bombardier, diz executivo

CINGAPURA (Reuters) - A Embraer foi a "parte prejudicada" na disputa comercial entre Boeing e Bombardier, disse nesta quarta-feira o presidente-executivo da unidade de aviação comercial da empresa brasileira, John Slattery.

A comissão de Comércio dos Estados Unidos concedeu no mês passado uma inesperada vitória para a Bombardier sobre a Boeing, em uma decisão que permite à empresa canadense vender jatos para as empresas aéreas nos EUA sem pesados encargos.

A Embraer, concorrente mais direta da Bombardier no mercado de jatos menores de passageiros, apoia uma queixa separada do governo brasileiro contra o Canadá na Organização Mundial do Comércio (OMC), disse Slattery.

"Nós fomos a parte prejudicada", disse John Slattery à Reuters durante o Singapore Airshow. "Subsídios ilegais foram dados tanto pelo governo federal como pelo Estado de Quebec à Bombardier. Além disso, a Bombardier vendeu a aeronave no mercado norte-americano abaixo do custo."

(Por Jamie Freed e Tim Hepher)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 5644-7727)) REUTERS FB RBS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos