Bolsas

Câmbio

Heineken reduz previsão de crescimento da margem operacional em 2018

(Reuters) - A Heineken NV, segunda maior cervejaria do mundo, informou nesta segunda-feira que sua margem operacional em 2018 crescerá abaixo da marca que a guiou entre 2014 e 2017, citando ambiente de mercado volátil e uma aquisição no Brasil.

A cervejaria holandesa tinha como objetivo aumentar sua margem operacional em 40 pontos-base por ano entre 2014 e 2017 e informou que, em 2018, a expansão seria de 25 pontos-base. Em 2017, o aumento foi de 14 pontos-base.

"Esperamos que o ambiente continue marcado pela volatilidade e incerteza", afirmou o presidente-executivo da empresa, Jean-Francois van Boxmeer, em comunicado.

A Heineken informou ainda que pagaria dividendo de 1,47 euros por ação para o exercício de 2017, aumento de 9,7 por cento do pagamento anterior para os acionistas.

No início de 2017, a Heineken anunciou que havia assinado acordo com a japonesa Kirin para compra da Brasil Kirin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos