PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Governo da Alemanha reduz previsão de crescimento em 2018, mas segue otimista

25/04/2018 11h32

BERLIM (Reuters) - O governo da Alemanha reduziu nesta quarta-feira sua estimativa para o crescimento em 2018 a 2,3 por cento, de 2,4 por cento anteriormente, e expressou preocupação com as tensões comerciais internacionais, mas insistiu que "a economia continua aquecida e a recuperação continua".

A notícia de redução na projeção, confirmando notícia divulgada pela Reuters na véspera, ocorreu depois que os dados de confiança empresarial do instituto econômico Ifo na terça-feira mostraram a quinta queda consecutiva em abril.

O ministro da Economia, Peter Altmaier, disse que, apesar da queda no índice Ifo a partir de níveis elevados, o crescimento da Alemanha foi generalizado.

"A Alemanha está indo bem economicamente, na verdade estamos indo muito bem", disse Altmaier em entrevista à imprensa. "Vemos que os livros de encomendas das indústrias alemãs estão cheios."

Ele disse que 1 milhão a mais de pessoas terão emprego em até 2019 na comparação com 2017, enquanto o desemprego atingirá nova mínima recorde

Esse aumento nas novas vagas de trabalho combinado com a alta dos salários significa que a demanda do consumidor deve ser forte, disse o ministério. Ele acrescentou que o investimento corporativo também continuará dinâmico.

Pesquisas sugerem que o crescimento na Alemanha e na zona do euro tem desacelerado desde janeiro como resultado da força do euro e dos temores de uma guerra comercial entre a China e os Estados Unidos.

O Ministério da Economia informou que o comércio exterior não deve dar uma contribuição significativa para o crescimento.

Altmaier expressou preocupação com os acontecimentos no comércio internacional, mas acrescentou que seria negligente acabar em um conflito comercial com os Estados Unidos, que impôs tarifas sobre as importações de aço e alumínio de alguns países.

(Reportagem de Michelle Martin e Paul Carrel)