ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Enel fica com controle da Eletropaulo; pagará R$5,55 bi por 70% da empresa

Por Luciano Costa

04/06/2018 16h31

SÃO PAULO (Reuters) - A italiana Enel fechou a compra de mais de 70 por cento da distribuidora de energia paulista Eletropaulo , por cerca de 5,55 bilhões de reais, em um leilão realizado nesta segunda-feira pela bolsa B3, na qual apresentou uma oferta pública pela aquisição até da totalidade das ações da elétrica.

O negócio envolverá o pagamento pela Enel de 45,22 reais por ação da Eletropaulo, em um total de 122,79 milhões de papéis da companhia, que possui cerca de 167,3 milhões de ações em circulação.

A companhia italiana superou sua rival Iberdrola pela transação, que a tornará a líder no mercado brasileiro de distribuição de eletricidade, posição até então ocupada pela CPFL Energia, da chinesa State Grid [STGRD.UL].

A Neoenergia , controlada pela Iberdrola, ofereceu 39,53 reais por ação da Eletropaulo em sua proposta final pelo ativo, na semana passada. [nL2N1T12DW]

A disputa pela compra da Eletropaulo teve início ainda em março, quando a companhia recebeu uma primeira proposta da Enel. Na época, os papéis da distribuidora eram negociados a cerca de 17 reais.

Posteriormente, a elétrica atraiu uma proposta da brasileira Energisa, de 19,38 reis por ação, e da Neoenergia, que entrou então em uma guerra de lances contra a Enel pelo negócio.

Antes do leilão, os maiores acionistas da Eletropaulo eram a norte-americana AES e o braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Com a compra do controle pela Enel, a Eletropaulo irá se somar às outras operações de distribuição de energia controladas pela empresa no país --no Rio de Janeiro, no Ceará e em Goiás.

A Enel também possui ativos de transmissão e de geração de energia no Brasil, com destaque para os negócios em fontes renováveis, como usinas eólicas e solares.

(Por Luciano Costa; Edição Paula Arend Laier)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia