Bolsas

Câmbio

Wall Street recua com preocupações comerciais, Dow devolve ganhos de 2018

Por April Joyner

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados acionários dos Estados Unidos recuaram nesta terça-feira, quando uma forte escalada na disputa comercial com a China abalou os mercados e colocou o Dow Jones novamente em território negativo para o ano.

O índice Dow Jones caiu 1,15%, a 24.700 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,4%, a 2.763 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,28%, a 7.726 pontos.

O presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou impor uma tarifa de 10% sobre outros 200 bilhões de produtos chineses, e Pequim advertiu que iria retaliar.

"Os investidores estão acordando para a ideia de que toda a retórica sobre o comércio poderia ser mais do que apenas uma tática de negociação", disse Emily Roland, chefe de pesquisa de mercado de capitais da John Hancock Investments.

O índice de volatilidade, conhecido como medidor de medo de Wall Street, rondou uma máxima de três semanas de 14,68 pontos, antes de encerrar em 13,35 pontos.

As ações da Boeing, que têm servido de termômetro para a tensão sobre a guerra comercial com a China, caíram 3,8% e foi um peso a mais no Dow.

A Caterpillar, fabricante de equipamentos de construção, perdeu 3,6%. Ambas as quedas pesaram sobre o índice industrial do S&P, que recuou 2,1%, sua maior queda percentual em um dia em quase dois meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos