PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

EUA e China retomam negociações comerciais em Washington em meio a expectativas baixas

David Lawder

22/08/2018 10h58

WASHINGTON, 22 Ago (Reuters) - Autoridades norte-americanas e chinesas devem retomar as negociações comerciais nesta quarta-feira sob a previsão negativa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que não haverá progresso real.

As discussões entre as autoridades podem estabelecer uma estrutura para mais negociações já que ambos os países se preparam para atingir um ao outro com novas tarifas na quinta-feira, em uma disputa cada vez mais profunda sobre as políticas econômicas da China.

Trump ameaçou impor tarifas sobre praticamente todo os mais de 500 bilhões de dólares em produtos chineses exportados para os Estados Unidos, a menos que a China atenda às suas demandas.

Os dois dias de reuniões são as primeiras conversas formais entre os Estados Unidos e a China desde que o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, reuniu-se com o assessor econômico chinês Liu He em Pequim em junho.

Depois das negociações em maio, Pequim acreditou ter garantias dos EUA de que as tarifas estariam fora da mesa. Mas, menos de 10 dias depois, a Casa Branca disse que iria avançar com medidas punitivas.

A China disse que espera que as negociações sejam firmes e tranquilas para "obter um bom resultado com base na igualdade, paridade e confiança".
Falando em Pequim nesta quarta-feira, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Lu Kang, disse que agora que a China e os EUA já iniciaram as discussões, eles esperam um "bom resultado".

Lu acrescentou que não queria fazer nenhuma declaração ou divulgar detalhes enquanto as conversas estão em andamento.

"Esperamos que todos possam calmamente sentar-se juntos e ter discussões sérias sobre um resultado que seja benéfico para ambos os lados."