ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

J&F cancela contrato para venda de fatia na Eldorado para Paper Excellence, que reage

04/09/2018 18h04

SÃO PAULO (Reuters) - A fabricante de celulose Eldorado afirmou nesta terça-feira que o contrato para venda da participação da J&F Investimentos na empresa para a holandesa Paper Excellence foi extinto após o prazo do acordo expirar sem a efetivação do negócio.

No entanto, a compradora considerou a medida unilateral e informou que vai defender seus direitos.

A J&F, da família dos empresários Joesley e Wesley Batista, exerceu seu direito de extinguir o contrato para venda de sua fatia de 50,59 por cento na Eldorado, liberando a empresa das obrigações ligadas à venda das suas ações, disse a Eldorado.

A venda da Eldorado, por 15 bilhões de reais, incluindo dívidas, foi anunciada em setembro de 2017.

Com o fim do acordo, a composição acionária da empresa seguirá com a J&F detentora de 50,59 por cento do capital social e a CA Investment, subsidiária da Paper Excellence, com 49,41 por cento.

O anúncio de cancelamento do acordo veio poucos dias após um juiz decidir que uma disputa entre J&F e Paper Excellence sobre a compra da Eldorado deve ser resolvida em arbitragem e que as partes não podem vender suas participações na Eldorado antes do início da arbitragem.

Em nota, a Paper Excellence afirmou não reconhecer o fim do contrato de compra do controle da Eldorado, acrescentando que "continuará a tomar as medidas cabíveis para preservação e exercício de seus direitos".

Ainda no comunicado, o grupo disse lamentar que a Eldorado tenha divulgado comunicação "unilateral de apenas um de seus acionistas, e que também está tomando as medidas visando a retificação de tal comunicação".

J&F e Paper Excellence discordam sobre como as dívidas da Eldorado devem ser pagas para permitir a conclusão do negócio.

A Eldorado disse que está em curso a ação judicial na 2ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem de São Paulo.

Há quase um ano, a Eldorado também informou a adesão ao acordo de leniência firmado pela J&F com o Ministério Público e afirmou que a adesão a resguardava dos impactos financeiros do acordo, integralmente assumidos pela J&F.

(Por Flavia Bohone e Aluísio Alves)

Mais Economia