PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Economista Abraham Weintraub deve assumir secretaria-executiva da Casa Civil e cuidar da reforma da Previdência

O economista Abraham Weintraub, da Unifesp - Reprodução
O economista Abraham Weintraub, da Unifesp Imagem: Reprodução

Por Lisandra Paraguassu

27/11/2018 12h55

BRASÍLIA (Reuters) - O economista Abraham Weintraub deverá ser o secretário-executivo da Casa Civil, sob o comando de Onyx Lorenzoni, e assumir o papel de principal articulador com o Congresso da reforma da Previdência no futuro governo de Jair Bolsonaro, afirmou à agência de notícias Reuters nesta terça-feira (27) uma fonte com conhecimento do assunto.

Professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Abraham e Arthur Weintraub, seu irmão, estavam no primeiro grupo de pessoas nomeadas para o gabinete de transição pelo ministro coordenador, Onyx Lorenzoni.

Leia também:

Ambos foram apresentados a Bolsonaro pelo próprio Onyx e foram os primeiros economistas a se juntar ao grupo bolsonarista –antes mesmo do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Abraham e Arthur chegaram a acompanhar Bolsonaro na viagem que o presidente eleito, à época apenas pré-candidato à Presidência, fez a Seul e Taiwan em março deste ano.

Abraham tem mantido reuniões com alguma frequência com o atual secretário-executivo da Casa Civil, Daniel Sigelman, sobre a estrutura da pasta, mas também conversas frequentes com o secretário da Previdência, Marcelo Caetano.

Especializados em previdência, os irmãos Weintraub têm tratado, na transição, da proposta de reforma da área, mas também de outros temas, como a independência do Banco Central.