PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Núcleo da inflação no Japão desacelera em novembro e aumenta pressão sobre BC

21/12/2018 07h33

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O núcleo da inflação anual ao consumidor no Japão desacelerou em novembro, reforçando as expectativas do mercado de que o banco central vai adiar uma redução do estímulo por um período prolongado já que os preços permanecem distantes de sua meta.

O núcleo do índice de preços ao consumidor, que exclui os efeitos dos custos voláteis de alimentos frescos, subiu 0,9 por em novembro sobre o ano anterior, mostraram dados do governo nesta sexta-feira. O resultado ficou abaixo da alta de 1,0 por cento em outubro, mesma taxa esperada em pesquisa da Reuters.

"A queda dos preços do petróleo deve pesar com força sobre a inflação", particularmente em torno da primavera no próximo ano, quando a queda nos custos do combustível reduzirem as contas de eletricidade e gasolina, disse Takeshi Minami, economista-chefe do Instituto de Pesquisa Norinchukin.A inflação persistentemente fraca tem afetado as expectativas do banco central japonês de que uma recuperação econômica sólida se traduziria em preços mais altos, forçando-o a manter seu enorme estímulo apesar de efeitos colaterais desfavoráveis como a erosão dos lucros de instituições financeiras após anos de juros próximos de zero.