PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Dólar passa a subir frente ao real com cautela diante de relações EUA-China

26/08/2019 10h56

Por Stefani Inouye

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar se fortalecia frente ao real nesta segunda-feira, depois de mostrar queda nos primeiros negócios, com agentes do mercado monitorando cautelosamente os desenvolvimentos da guerra comercial entre Estados Unidos e China.

Às 10:55, o dólar avançava 0,15%, a 4,1305 reais na venda

Na sexta-feira, o dólar fechou em alta de 1,15%, a 4,1244 reais na venda.

Neste pregão, o dólar futuro tinha alta de cerca de 0,2%.

Mais cedo, a moeda norte-americana chegou a se desvalorizar contra o real, na esteira de notícias sobre a guerra comercial nesta segunda-feira, com a China pedindo calma e o presidente norte-americano, Donald Trump, prevendo um acordo depois que os mercados recuaram em resposta a novas tarifas de ambos os países.

Para Italo Abucater, gerente de câmbio da Tullett Prebon, o dólar agora passa a operar em linha com seus pares emergentes, já que, apesar do alívio momentâneo dado pelas declarações, o cenário ainda é de cautela.

"O dólar operar em alta diante do cenário externo mais incerto faz muito mais sentido. Todos sabem que essa conversa de uma resolução próxima da guerra comercial é papo e que a tendência é que isso se estenda por um período indeterminado."

A moeda norte-americana também se valorizava contra a lira turca, subindo 0,58%, e frente ao rand sul-africano, valorizando-se 0,02%.

Na cena doméstica, o BC vendeu todos os 550 milhões de dólares em moeda física nesta sexta-feira e negociou ainda todos os 11 mil contratos de swap cambial reverso ofertados -- nos quais assume posição comprada em dólar.

Na semana passada, o Banco Central anunciou a programação de leilões de venda de dólar à vista ao longo do mês de setembro, em operações que podem somar 11,6 bilhões de dólares.