PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Consumidores alemães estão mais inclinados a gastar após corte de juros pelo BCE, diz GfK

26/09/2019 08h05

Por Riham Alkousaa

BERLIM (Reuters) - A confiança do consumidor alemão melhorou levemente a caminho de outubro, amparada pelo pacote de estímulo do Banco Central Europeu (BCE), informou o grupo de pesquisa de mercado GfK nesta quinta-feira, sugerindo que um corte recente nas taxas de juros pelo BCE, voltado para a recuperação da economia, pode estar funcionando.

O indicador de sentimento do consumidor --calculado pelo GfK com base em uma pesquisa com 2 mil alemães-- subiu para 9,9 pontos, ante 9,7 no mês anterior. A leitura superou o consenso de uma pesquisa da Reuters com analistas que previa que o indicador permanecesse inalterado em 9,7.

Os gastos das famílias se tornaram um importante pilar na Alemanha, à medida que as exportações diminuem. A demanda doméstica é impulsionada pelo emprego recorde, aumentos salariais acima da inflação e baixos custos de empréstimos.

No início deste mês, o BCE cortou as taxas de juros para território ainda mais negativo e prometeu, sem data de término, comprar títulos para reduzir ainda mais os custos dos empréstimos, na esperança de estimular a atividade quase uma década após a crise da dívida do bloco.

"A decisão do BCE, por um lado, resultou em um aumento na propensão a comprar e, por outro, levou a propensão a economizar para o nível mais baixo desde abril de 2016", disse Rolf Buerkl, pesquisador do GfK, baseado em Nuremberg.