IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Produção de petróleo saudita vai superar nível pré-ataque em outubro e novembro, diz ministro

20.set.2019 - Instalação de petróleo na Arábia Saudita destruída após ataque em setembro - Fayez Nureldine / AFP
20.set.2019 - Instalação de petróleo na Arábia Saudita destruída após ataque em setembro Imagem: Fayez Nureldine / AFP

Olesya Astakhova

Em Riad

14/10/2019 10h29

A produção de petróleo da Arábia Saudita vai se recuperar em outubro e novembro para níveis acima dos vistos antes de ataques sobre instalações petrolíferas do país em setembro, disse hoje o ministro de energia, príncipe Abdulaziz bin Salman.

A produção do maior exportador global de petróleo atingirá 9,86 milhões de barris por dia (bpd) em outubro e novembro, disse o ministro, durante um evento sobre investimentos promovido por sauditas e russos em Riad.

A produção caiu em 660 mil bpd em agosto, para 9,13 milhões de bpd, após o ataque, em 14 de setembro.

Os ataques deixaram fora de produção metade da capacidade do país, ou 5% da oferta global, levando a uma disparada de preços do petróleo. Mas a rápida recuperação da produção e preocupações com a desaceleração da economia global reverteram a alta.

O príncipe Abdulaziz disse que a capacidade de produção saudita deve atingir 12 milhões de bpd no final de novembro. As exportações atuais estão em cerca de 6,9 milhões de bpd.

Ele acrescentou que a Arábia Saudita irá continuar com cortes de produção voluntários, conforme acordado em pacto global de produtores para impulsionar os preços. Os cortes são de 400 mil bpd, segundo ele.

O ministro ainda pediu um foco na estabilidade do mercado, ao invés de sobre os preços.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Economia