PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Governo publica relatório extemporâneo de receitas e despesas e indica liberação de R$1,38 bi

18/12/2019 14h19

Por Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Economia publicou nesta quarta-feira relatório extemporâneo de receitas e despesas, no qual indicou a possibilidade de ampliação de 1,380 bilhão de reais nas despesas discricionárias neste ano.

Essa ampliação envolveria os poderes da União, Ministério Público da União (MPU) e Defensoria Pública da União (DPU), trouxe o documento.

No relatório, as projeções de receitas primárias federais para este ano foram mantidas, ao passo que o cálculo para as despesas primárias obrigatórias caiu 1,442 bilhão de reais.

O recuo foi puxado principalmente pela redução da estimativa de benefícios previdenciários no ano em 1,793 bilhão de reais e com pessoal e encargos sociais em 61,3 milhões de reais.

Em contrapartida, subiram as estimativas para despesas com controle de fluxo, em 392,7 milhões de reais, por conta da necessidade de suplementação no Bolsa Família, e com custeio e capital de Legislativo, Judiciário, MPU e DPU, no valor de 20 milhões de reais.