PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

PetroRio aumenta em quase 30% produção no campo de Polvo com início de novo poço

20/03/2020 13h54

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A petroleira brasileira PetroRio iniciou a produção de novo poço no campo de Polvo, na Bacia de Campos, com uma vazão inicial superior a 2.500 barris por dia, o que representa um incremento de quase 30% na produção do ativo, informou a companhia ao mercado.

O campo voltou a apresentar uma produção diária próxima aos 11 mil barris por dia nos primeiros dias de produção do poço, chamado de POL-L, segundo as informações da PetroRio, publicadas na noite de quinta-feira.

"Este volume de produção permitirá uma redução do 'lifting cost' para níveis inferiores a 26 dólares por barril para Polvo, e inferiores a 18 dólares por barril para companhia", disse a petroleira, considerando a participação de 70% no campo de Frade nos próximos meses, e ainda sem considerar sinergias adicionais sendo estudadas com o "tieback" de Tubarão Martelo.

O aumento na produção veio como resultado de uma terceira fase de esforços de revitalização do campo de Polvo, segundo a companhia, que acrescentou que suas reservas também foram positivamente impactadas pela campanha.

A PetroRio estima que o poço POL-L possa agregar até 3 milhões de barris de óleo recuperável às reservas. O custo total da 3ª Fase da Campanha de Revitalização de Polvo foi de aproximadamente 20 milhões de dólares.

O anúncio foi feito após a petroleira ter informado nesta semana que revisou seu plano de negócios e decidiu postergar todos os investimentos para se "readequar" ao novo cenário da indústria de petróleo em meio à pandemia global de coronavírus.

Dentre as medidas devido à epidemia, a empresa desmobilizou o andamento da 3ª Fase da Revitalização de Polvo, que contou ainda com a perfuração também de mais um poço, chamado de POL-N, que demandará mais estudos.

A PetroRio acrescentou que iniciou na véspera testes de injeção de redutores de viscosidade buscando viabilizar economicamente a produção desse poço.

A produção incremental que virá de ambos os poços perfurados em Polvo terá a alíquota de royalties reduzida de 10% para 5%, conforme autorização da reguladora ANP a partir de novas regras que buscam incentivar investimentos para prolongar a vida útil de campos maduros, reiterou a PetroRio.

(Por Marta Nogueira; Edição de Luciano Costa)