PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Wall St fecha em alta com Boeing e esperança sobre medicamento para coronavírus

17/04/2020 17h11

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados de ações dos Estados Unidos fecharam em alta nesta sexta-feira, acumulando ganhos na semana, ajudados por um salto nas ações da Boeing, pelo plano do presidente Donald Trump de reabrir a economia e por esperanças de um possível medicamento da Gilead para tratar o Covid-19.

O Nasdaq subiu 6,1% na semana e registrou seu maior ganho percentual de duas semanas desde 2001.

As ações da Boeing dispararam quase 15%, na esteira de planos de reiniciar a produção de jatos comerciais no Estado de Washington, depois de interromper as operações no mês passado devido à pandemia do Covid-19.

A expectativa era que alguns Estados norte-americanos anunciassem cronograma para suspensão de restrições, um dia depois de Trump ter delineado diretrizes para uma reabertura em fases da devastada economia do país.

Os planos "fornecem alguma esperança e otimismo para as pessoas, o mercado e toda a economia. É um começo", disse Gary Bradshaw, gestor de portfólio da Hodges Capital Management, em Dallas.

Os papéis da Gilead Sciences Inc subiram quase 10%, após notícia de que pacientes com sintomas graves de Covid-19, a doença respiratória causada pelo coronavírus, haviam respondido positivamente ao medicamento experimental, o remdesivir.

O índice Dow Jones subiu 2,99%, a 24.242 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 2,679359%, a 2.875 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1,38%, a 8.650 pontos.