PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

PGR pede apuração de invasões a hospitais destinados a tratamento da Covid-19

14/06/2020 18h07

Por Pedro Fonseca

(Reuters) - O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu neste domingo a instauração de procedimentos em São Paulo e no Distrito Federal para apurar relatos de invasões a hospitais destinados a tratar pacientes com a Covid-19, alertando que esses atos colocam em risco a integridade física de profissionais de saúde que enfrentam a pandemia.

De acordo com nota da PGR, Aras assinou neste domingo ofícios que serão enviados na segunda-feira aos chefes dos Ministérios Públicos de São Paulo e Distrito Federal. A PGR citou dois relatos feitos pela imprensa de invasões a hospitais nesses locais que terão ocorrido nos dias 4 de junho, em SP, e no dia 9 de junho, no DF.

"Conforme os ofícios, os episódios de invasão narrados pela imprensa, são graves e podem ensejar, em tese, a responsabilidade criminal dos autores. Por isso, Augusto Aras solicita que o respectivo procurador-geral de Justiça distribua o documento como notícia-crime, de acordo com as regras da unidade, para que o promotor natural adote as medidas que compreender necessárias", disse a PGR.

O pedido de apuração foi feito após o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter afirmado neste domingo que invadir e estimular invasões de hospitais é crime e cobrou uma ação do Ministério Público contra essas atitudes.

O presidente Jair Bolsonaro pediu, no dia 11 de junho, que apoiadores entrem em hospitais e façam vídeos dos leitos destinados a pacientes contaminados com Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus, para mostrar se há ou não há lotação dessas unidades.

Bolsonaro questiona os números de casos e de mortes da Covid-19 no Brasil e acusa governadores de inflarem os dados em seus Estados para obter ganhos políticos.

(Reportagem adicional de Ricardo Brito, em Brasília)

Economia