PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

George, do Fed, diz que novo arcabouço do BC dos EUA é "menos" promessa de inflação mais alta do que "tolerância" a ela

08/10/2020 11h50

(Reuters) - O novo arcabouço do Federal Reserve para administrar a política monetária dos Estados Unidos mostra uma "tolerância" a uma inflação mais alta, mas não é necessariamente uma promessa completa de materializá-la, disse nesta quinta-feira a presidente do Federal Reserve de Kansas City, Esther George.

Como parte da aplicação de uma nova estratégia de permitir a alta da inflação na esperança de encorajar mais ganhos de emprego, o Fed disse no mês passado que não aumentaria os juros até que a inflação tivesse atingido sua meta de 2% e estivesse no caminho de "exceder moderadamente os 2% por algum tempo".

"Eu interpreto a declaração de consenso revisada como uma tolerância --e menos como uma promessa de engenharia", disse George, acrescentando sua opinião a visões divergentes entre autoridades do Fed sobre como a nova estrutura será aplicada na prática.

A ata da reunião de setembro do Fed, divulgada na quarta-feira, mostrou ampla divergência de pontos de vista nessa frente, e George, tradicionalmente entre os membros menos tolerantes à inflação e aos riscos financeiros que a política monetária frouxa pode gerar, colocou-se no campo que vê o novo quadro como menos vinculativo ao invés de mais.

(Por Howard Schneider)