PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ibovespa sobe em dia de vencimento de opções e com exterior favorável; brMalls avança mais de 5%

19/10/2020 11h21

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista operava em alta nesta segunda-feira, marcada pelo vencimento de opções sobre ações e dados melhores da China, com brMalls entre as maiores as altas do Ibovespa após divulgar que avalia combinação de negócios no setor.

Às 11:16, o Ibovespa subia 1,38%, a 99.670,48 pontos. O volume financeiro era de 7,64 bilhões de reais.

O pregão brasileiro era ajudado por dados mais fortes do que o esperado sobre produção industrial e vendas no varejo em setembro na China, enquanto o PIB do terceiro trimestre acelerou, embora aquém das expectativas.

Em Nova York, o S&P 500 tinha sinal positivo, com esperanças de vacina para o coronavírus até o final do ano e de que um acordo em Washington sobre um pacote fiscal de apoio à economia em breve repercutindo nos negócios.

Na visão da equipe da Ágora Investimentos, o comportamento dos mercados externos pode contribuir para a melhora do humor, mas as persistentes preocupações com o cenário fiscal podem limitar o apetite a risco.

DESTAQUES

- BRMALLS ON avançava 5,2% após divulgar nesta segunda-feira que realizou estudos preliminares com a plataforma de shopping centers Ancar Ivanhoe sobre a pertinência da combinação parcial de seus portfólios.

- AZUL PN e GOL PN subiam 5,02% e 4,99%, respectivamente, em meio às expectativas mais positivas sobre vacinas contra o coronavírus, o que também ajudava CVC BRASIL ON, que valorizava-se 3,51%.

- ITAÚ UNIBANCO PN tinha elevação de 1,25%, recuperando-se de perdas na última sessão e respaldando a alta do Ibovespa, assim como BRADESCO PN, que mostrava acréscimo de 1,23%. BTG PACTUAL UNIT saltava 4,87%.

- VALE ON ganhava 1,08% antes de dados de produção previstos para depois do fechamento do mercado, com o setor de mineração e siderurgia do Ibovespa como um todo no azul, capitaneado por GERDAU PN, em alta de 2,37%.

- PETROBRAS PN avançava 1,5%, reagindo após semana negativa, em que acumulou declínio de 2,37%, enquanto o Ibovespa contabilizou uma alta de 0,85%. PETROBRAS ON subia 1,71%.

- JBS ON recuava 1,42%, entre as poucas baixas da sessão, em meio a ajustes após acumular alta de mais de 20% na última semana apoiada em expectativas sobre uma aguardada listagem de suas operações norte-americanas nos EUA.

- C&A ON, que não está no Ibovespa, disparava 8,36% após reportagem afirmando que os acionistas controladores da varejista de moda avaliam vender sua posição na operação no país.