PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ibovespa avança com exterior favorável e balanços sob holofote

03/11/2020 11h35

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O sinal positivo prevalecia na bolsa paulista nesta terça-feira, volta de feriado, acompanhando os mercados no exterior, em meio a perspectivas relacionadas às eleições norte-americanas e mais estímulos econômicos nos Estados Unidos.

A temporada de balanços no Brasil também continua no radar, com BB Seguridade entre as empresas que divulgaram seus números mais cedo, enquanto Itaú Unibanco, IRB Brasil, TIM e Minerva, entre outros, são aguardados para o final do dia.

Às 11:12, o Ibovespa subia 1,91%, a 95.742,56 pontos. Na máxima até o momento, superou os 96 mil pontos. O volume financeiro na bolsa era de 4,8 bilhões de reais.

Também sob os holofotes está a ata da última reunião do Copom, na qual o Banco Central endureceu mensagem sobre o eventual espaço para cortar a taxa básica de juros e frisou estar atento à piora do quadro fiscal.

Estrategistas de ações entram em novembro com o prognóstico de que será mais um mês volátil na bolsa paulista, em meio ao crescimento de casos de coronavírus na Europa e EUA e a eleição norte-americana, além de desafios fiscais no Brasil.

"São uma combinação única que pode abalar os mercados no mês", observa a equipe do BTG Pactual, citando ainda eleições municipais no Brasil. Mesmo que os preços estejam atrativos, acrescentou, as incertezas também são elevadas.

Com o fim do horário de verão nos Estados Unidos no fim de semana, o mercado à vista de ações agora será estendido em 1h, com call de fechamento começando às 17:55 e terminando às 18:00.

No exterior, os futuros acionários norte-americanos mostravam elevação nesta sessão, com apostando em vitória de Joe Biden na eleição presidencial contra Donald Trump, seguida de um acordo rápido sobre mais estímulo fiscal nos EUA.

DESTAQUES

- IRB BRASIL RE ON valorizava-se 8,14% antes da divulgação do balanço trimestral, previsto para após o fechamento da bolsa paulista.

- B2W ON subia 5,09%, recuperando-se de perdas recentes, com ações associadas ao comércio eletrônico como um todo no azul. MAGAZINE LUIZA ON avançava 2,76% e VIA VAREJO ON ganhava 2,27%.

- BB SEGURIDADE ON avançava 3,55%, após lucro líquido ajustado de 1,096 bilhão de reais no terceiro trimestre, de 1,081 bilhão de reais um ano antes e 982 milhões de reais de abril a junho deste ano.

- PETROBRAS PN mostrava acréscimo de 3,59%, acompanhando a recuperação dos preços do petróleo no mercado externo, onde o Brent subia 3,13%.

- VALE ON subia 1,9%, mesmo com a queda dos futuros do minério de ferro na China, à medida que estoques do material nos portos chineses cresceram para o maior nível desde fevereiro.

- ITAÚ UNIBANCO PN avançava 1,71% antes do balanço previsto para após o fechamento da bolsa, capitaneando os ganhos dos papéis de bancos na sessão. BRADESCO PN valorizava-se 1,19%.

- TIM ON recuava 1,69%, entre as poucas baixas da sessão, também tendo no radar previsão de divulgação do resultado do terceiro trimestre após o fechamento do mercado. TELEFÔNICA BRASIL PN cedia 0,56%.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)