PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Mnuchin e Powell chamam atenção para necessidade de auxílio a pequenas empresas nos EUA

01/12/2020 15h23

Por Howard Schneider

WASHINGTON (Reuters) - As principais autoridades econômicas dos Estados Unidos instaram o Congresso nesta terça-feira a fornecer mais auxílios para as pequenas empresas norte-americanas, em meio à pandemia do coronavírus e a preocupação de que o alívio em torno de uma vacina pode não chegar a tempo de evitar que elas entrem em falência.

"Essas empresas não podem esperar dois ou três meses", disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, durante uma audiência ao Comitê Bancário do Senado, apelando aos parlamentares para que reaproveitem os fundos que ele está tirando de outros programas do Federal Reserve para colocar, talvez, 300 bilhões de dólares em subsídios para empresas em dificuldades.

A decisão de Mnuchin de paralisar esses programas de emergência no fim deste mês foi o foco de disputas partidárias na audiência, com os republicanos concordando que outras formas de auxílio são mais apropriadas agora que uma vacina está à vista, e os democratas argumentando que os programas do Fed deveriam ser mantidos até que a recuperação econômica seja mais completa.

Mas houve um acordo mais amplo de que as próximas semanas podem ser críticas para determinar se a recuperação melhor do que o esperado do país pode ser mantida até que o impacto da vacina seja sentido - ou se enfraquecerá enquanto o vírus se propaga, e algumas famílias começam a ficar sem recursos.

O chair do Fed, Jerome Powell, afirmou na mesma audiência concordar que os subsídios seriam mais apropriados neste momento para ajudar empresas e famílias em risco a sobreviverem ao inverno.

"Pessoas que estão em empregos que lidam com o público, em indústrias voltadas ao público - eles podem enxergar a luz no fim do túnel em meados do próximo ano... Elas podem precisar de mais ajuda para chegar lá", disse Powell, referindo-se aos restaurantes, hotéis e locais de entretenimento que foram os mais atingidos pela pandemia.

A perda de empregos nessas indústrias afetou principalmente as mulheres e as minorias.

"Algumas dessas empresas - o que elas precisam é de política fiscal, uma concessão, para superar a última fase da pandemia, em vez de solicitarem mais empréstimos", disse Powell.

Os comentários do chefe do Fed desviaram a atenção do fim do programa emergencial da autoridade monetária, em 31 de dezembro, que foi estabelecido no início da pandemia para manter o fluxo do crédito para pequenas empresas e governos locais, além de caminhar para maneiras de preencher as rupturas que começam a aparecer na recuperação dos EUA.

No médio prazo, com uma vacina no horizonte, há um "risco positivo", disse Powell, mas uma incerteza substancial sobre quanto tempo mais algumas famílias podem resistir.

Depois de semanas de impasse quanto aos novos gastos do governo em razão de um alívio à pandemia, pode haver um ímpeto renovado em direção a algum tipo de acordo.

Nesta terça, Mnuchin deve ter suas primeiras conversas desde as eleições com a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, enquanto um grupo bipartidário de senadores propôs um projeto de lei, no montante de 900 bilhões de dólares, incluindo uma extensão dos benefícios federais ao desemprego.

(Por Howard Schneider)