PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Wall St cai conforme investidores ponderam esperanças de estímulo e dados sombrios de emprego

14/01/2021 18h14

Por Sinéad Carew

NOVA YORK (Reuters) - Wall Street encerrou em baixa nesta quinta-feira, depois de dar meia-volta ao fim da sessão, conforme notícias surgiam sobre a proposta de alívio pandêmico do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, seguindo-se a dados de mais cedo que mostravam um mercado de trabalho enfraquecido.

O relatório semanal de desemprego do Departamento do Trabalho do país mostrou que o número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego pela primeira vez aumentou mais do que o projetado na semana passada, destacando o impacto do ressurgimento dos casos de infecção pela Covid-19.

Embora o S&P 500 tenha perdido ímpeto considerável ao fim do dia, o índice passou a maior parte da sessão em território positivo, já que os investidores contavam com a revelação de um plano de estímulo de Biden, que poderia ultrapassar o valor de 1,5 trilhão de dólares.

"Há um cabo de guerra entre as perspectivas de mais estímulos fiscais, como resultado do controle democrata do Senado, e um mercado de trabalho que ainda tem um longo caminho a percorrer antes de se recuperar", disse Emily Roland, estrategista-chefe de investimentos da John Hancock Investment Management. "Você tem essas forças concorrentes em ação que estão mantendo o alcance dos mercados limitado."

Mas Roland observou que dados decepcionantes do emprego podem fornecer "mais combustível para Biden potencialmente vender esse plano".

"Todo mundo está esperando para ouvir os detalhes... Seja um trilhão de dólares ou dois trilhões de dólares, é uma enorme quantidade de estímulo fiscal", disse ela.

Mencionando duas pessoas familiarizadas com os planos, o "The New York Times" informou que Biden deve revelar nesta quinta-feira um pacote de gastos de 1,9 trilhão de dólares.

Depois de ambos os índices tocarem máximas recordes no início da sessão, o Dow Jones encerrou em queda de 0,22%, aos 30.991,52 pontos, enquanto o Nasdaq teve queda de 0,12%, aos 13.112,64 pontos.

O S&P 500 perdeu 0,38%, aos 3.795,54 pontos.