PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Panasonic comprará Blue Yonder por US$6,5 bi, diz Nikkei

08/03/2021 09h39

TÓQUIO (Reuters) - A Panasonic comprará a empresa norte-americana de software de cadeia de fornecimento Blue Yonder por 700 bilhões de ienes (6,45 bilhões de dólares), na maior aquisição da empresa de eletrônicos japonesa desde 2011, reportou o Nikkei nesta segunda-feira.

A Panasonic, que comprou uma participação de 20% na Blue Yonder por 86 bilhões de ienes no ano passado, está nos estágios finais de aquisição do restante das ações de acionistas, incluindo a Blackstone, disse o Nikkei, sem informar onde obteve a informação.

"Isso não é algo que foi anunciado por nossa empresa. Não é verdade que é algo que decidimos", disse a Panasonic em um comunicado por e-mail.

Uma aquisição reforçaria os serviços de gerenciamento da cadeia de suprimentos da Panasonic, já que a pandemia Covid-19 concentra a atenção das empresas em sua resiliência a interrupções.

Mais conhecida por seus eletrônicos e eletrodomésticos, a Panasonic nos últimos anos tem se concentrado mais na construção de peças e no fornecimento de serviços para outras empresas, como baterias para os carros elétricos da Testa.

Qualquer negócio para adquirir toda a Blue Yonder seria o maior da Panasonic, já que ela gastou 800 bilhões de ienes para tornar a Sanyo Electric e a Panasonic Electric Works subsidiárias integrais em 2011, disse o Nikkei.

O dinheiro da aquisição provavelmente virá de fundos próprios da Panasonic, embora empréstimos ou outros financiamentos também possam ser considerados para a compra, disse a reportagem.

A empresa japonesa aprofundou sua parceria com a Blue Yonder em maio, conquistando um assento em seu conselho após adquirir uma participação minoritária. A empresa norte-americana usa 'machine learning' para ajudar as empresas a gerenciar cadeias de suprimentos que conectam fábricas a depósitos e varejistas.

A Blue Yonder tem empresas como Walmart, Starbucks e Unilever entre seus clientes.

(Reportagem de Takashi Umekawa e Tim Kelly)

PUBLICIDADE