PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Governo indica conselheiros e formaliza nome de Ribeiro para presidir BB

Fausto de Andrade Ribeiro, indicado à presidência do Banco do Brasil - Reprodução/Linkedin
Fausto de Andrade Ribeiro, indicado à presidência do Banco do Brasil Imagem: Reprodução/Linkedin

29/03/2021 08h48Atualizada em 29/03/2021 13h06

O Banco do Brasil comunicou nesta segunda-feira que o Ministério da Economia encaminhou para análise e manifestação do Comitê de Pessoas, Remuneração e Elegibilidade (Corem) do banco o processo de indicação de Fausto Ribeiro para presidir a instituição financeira.

Em fato relevante, o banco afirmou que o Corem irá se reunir para avaliar a indicação.

O governo federal anunciou a indicação de Fausto Ribeiro para ser o próximo presidente-executivo do BB no último dia 18, após o atual mandatário, André Brandão, ter renunciado ao cargo. Ribeiro foi também indicado pelo ministério para ser o novo presidente do conselho do banco.

Ribeiro, funcionário de carreira no BB desde 1988, será o terceiro presidente do banco em cerca de seis meses, com Brandão finalmente sucumbindo ao desgaste com o presidente Jair Bolsonaro após o anúncio em janeiro de um plano da instituição que incluía demissões e fechamento de agências.

Conselho

O governo indicou três novos membros para o conselho de administração do BB: os ex-executivos do banco Aramis de Andrade e Walter Ribeiro, além de Iêda Cagni, atual secretária-geral de Administração da Advocacia-Geral da União.

Eles devem substituir conselheiros de saída do banco, entre eles o presidente do colegiado, Hélio Magalhaes. Também não entraram na lista do governo José Monforte e Fabio Barbosa.

As indicações contrastam com a ideia do ministro da Economoia, Paulo Guedes, de nomear membros independentes para companhias de controle estatal, com experiência fora do governo.

Magalhães, por exemplo, havia comandado unidades do Citigroup e da American Express.

A eleição dos novos membros está prevista para assembleia geral ordinária do BB, agendada para 28 de abril, conforme edital de convocação divulgado nesta segunda-feira.

As ações do BB recuavam 0,6% às 12h48, enquanto o Ibovespa mostrava baixa de 0,2%.

(Por Paula Arend Laier e Carolina Mandl)