PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

SP renova fase de transição da quarentena e fará eventos-teste com público em junho

26/05/2021 13h27

(Reuters) -O governo de São Paulo renovou por mais duas semanas a atual fase de transição da quarentena da Covid-19, na qual estabelecimentos podem funcionar de 6h às 21h com limite de ocupação de 40% e com toque de recolher noturno, anunciou nesta quarta-feira o governador João Doria (PSDB).

O Estado também realizará em junho 10 eventos-teste com a presença de público, inspirados em exemplos de cidades como Barcelona e Nova York, com o intuito de preparar as medidas para uma retomada no segundo semestre, acrescentou Doria em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Inicialmente, o governo de SP pretendia flexibilizar as medidas da quarentena na primeira semana de junho, mas as autoridades sanitárias recomendaram uma manutenção da fase atual por mais duas semanas devido aos indicadores ainda altos da pandemia de Covid-19.

De acordo com a Secretaria de Saúde de SP, a taxa de ocupação de UTIs por pacientes graves com Covid-19 está em 80,6% no Estado e em 77,6% na Grande São Paulo.

“Avaliamos nesta semana de que não seria ainda o momento de poder avançar como havia sido pensado na semana anterior, então hoje temos a extensão desta fase para continuarmos caminhando dessa forma", disse o coordenador do Centro de Contingência do coronavírus de SP, Paulo Menezes, em entrevista coletiva.

"Continuamos tendo uma circulação alta do vírus, com novos casos, então devemos manter todas as medidas de segurança, com a taxa de ocupação dos estabelecimentos em 40%, uso de máscara constante e o distanciamento”, acrescentou.

Sobre os eventos-teste anunciados pelo governador, o objetivo será ajustar, a partir de situações reais, as regras que possibilitarão a retomada de um dos setores mais afetados na pandemia do coronavírus e que emprega milhões de pessoas, segundo Doria.

Os eventos terão público entre 100 e 1.000 pessoas e incluirão feiras de negócios e festas sociais, como casamentos e jantares corporativos, entre 15 de junho e 30 de julho. Todos os participantes serão submetidos a testes de Covid-19 e serão acompanhados por um período de 14 dias.

"Não é uma retomada, não é uma abertura, são 10 eventos-teste para que possamos ter um planejamento seguro no segundo semestre, com responsabilidade, baseado na ciência e baseado em dados”, disse a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de JaneiroEdição de Alexandre Caverni e Maria Pia Palermo)