PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

Premiê da China diz que governo dará suporte à economia e evitará inflação, diz mídia estatal

14/07/2022 09h48

PEQUIM (Reuters) - O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, disse que o governo dará suporte à a economia enquanto evita a inflação, informou a mídia estatal nesta quinta-feira, sinalizando preocupações cada vez maiores com os aumentos de preços.

No segundo trimestre, a economia foi duramente atingida por fatores que superaram as expectativas, mas se estabilizou e se recuperou em junho, disse Li durante uma reunião com especialistas econômicos e empresários.

"Nós não apenas estabilizaremos o crescimento, mas também evitaremos a inflação e prestaremos atenção na prevenção da inflação importada", disse Li segundo a mídia estatal.

"A base da recuperação econômica não é sólida."

A China vai divulgar os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, juntamente com os números de junho, na sexta-feira.

O PIB deve ter crescido 1,0% no trimestre de abril a junho em relação ao ano anterior, mostrou uma pesquisa da Reuters, desacelerando em relação ao ritmo de 4,8% do primeiro trimestre.

Analistas esperam que a inflação ao consumidor da China ultrapasse 3% nos próximos meses, mas o nível médio do ano inteiro ainda ficará dentro da meta anual de cerca de 3%.

O governo lançou uma série de medidas nas últimas semanas, cortando impostos para empresas e canalizando mais dinheiro para projetos de infraestrutura de grande porte.

(Reportagem por Kevin Yao e redação de Pequim)