PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

China mantém taxas referenciais de empréstimo LPR e aposta em recuperação econômica

20/07/2022 07h33

XANGAI (Reuters) - A China manteve suas taxas de referência para empréstimos corporativos e domésticos nesta quarta-feira, com as autoridades adotando uma abordagem cautelosa em meio a sinais de recuperação econômica, crescente pressão inflacionária interna e aumentos agressivos dos juros globais.

Na fixação mensal, a taxa de empréstimo primária de um ano (LPR) foi mantida em 3,70%, e a LPR de cinco anos permaneceu em 4,45%, em linha com as expectativas de 22 entrevistados em pesquisa da Reuters realizada esta semana.

A China, juntamente com o Japão, tem sido uma importante exceção em meio a uma corrida global de aperto da política monetária para domar a inflação galopante, com Pequim se concentrando em estimular a economia abalada pela Covid-19.

Entretanto, analistas vêem uma necessidade cada vez menor de flexibilização monetária agressiva após dados econômicos de junho apontarem sinais de recuperação, mesmo com o Produto Interno Bruto da China no segundo trimestre crescendo apenas 0,4% em relação ao ano anterior.

"A economia começou a se recuperar e não há necessidade de baixar a LPR", disse Xing Zhaopeng, estrategista sênior da China na ANZ.

Mas Xing ainda vê a possibilidade de reduções da LPR no quarto trimestre deste ano. Muitos economistas preveem que a economia da China enfrentará mais pressão nos próximos meses devido a uma desaceleração no crescimento global e o impacto no consumo do aumento dos preços ao consumidor

O Banco do Povo da China (PBOC) havia sinalizado recentemente uma política monetária menos expansionista no segundo semestre do ano.

(Reportagem de Winni Zhou e Brenda Goh)