IPCA
0,26 Set.2023
Topo

CORREÇÃO-Ibovespa fecha em leve alta nos ajustes após exterior negativo e nomeações de ministros

22/12/2022 18h31

(Corrige título e 1º parágrafo para fecha em leve alta ante quase estável)

(Corrige título e 1º parágrafo para fecha em leve alta ante quase estável)

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em leve alta nesta quinta-feira, após pregão volátil, diante de uma queda forte das ações em Nova York com novos dados econômicos que criaram temores de manutenção da política monetária agressiva pelo Federal Reserve.

Os negócios ainda foram mediados por anúncio de nova leva de ministros pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Petrobras teve o maior peso positivo no índice, enquanto Vale ficou no lado contrário.

Após ajustes, o Ibovespa fechou com variação positiva de 0,11%, a 107.551,52 pontos. Na mínima, caiu a 106.509,70 pontos e, na máxima, subiu a 108.382,66 pontos. O volume financeiro da sessão foi de 20,1 bilhões de reais, ante média diária em dezembro até a véspera de 30,1 bilhões.

A principal notícia do dia foi a nomeação de mais de uma dezena de ministros por Lula, incluindo seu futuro vice, Geraldo Alckmin, para a pasta da Indústria e Comércio. O presidente eleito fez questão de dizer que irá "contemplar" aqueles que o ajudaram na campanha eleitoral e ainda não foram citados.

Adriano Yamamoto, head comercial da corretora do C6 Bank, chamou atenção para a baixa liquidez do mercado na sessão, o que é comum no final de ano, e disse não acreditar que "as nomeações estejam fazendo muito preço". Segundo ele, após a indicação de Fernando Haddad para o Ministério da Fazenda, a estratégia do governo já foi precificada pelos agentes financeiros.

No Congresso, após a PEC da Transição ser aprovada na véspera, nesta quinta-feira foi o Orçamento de 2023 que teve aval dos parlamentares, no que foi a última sessão deliberativa do ano, à medida que deputados e senadores entram em recesso na sexta-feira. [nL1N33C1OT]

O exterior pressionou o cenário local, com queda de 1,4% do S&P 500, após dados econômicos fortes nos Estados Unidos elevarem temores de um aumento de juros pelo banco central norte-americano por mais tempo.

O Produto Interno Bruto (PIB) do país subiu a uma taxa anualizada de 3,2% no último trimestre, disse o governo em sua terceira estimativa do PIB. Isso representa revisão para cima em relação ao ritmo de 2,9% relatado no mês passado.

Já os novos pedidos de auxílio-desemprego subiram para 216.000 na semana encerrada em 17 de dezembro, abaixo da projeção de economistas consultados pela Reuters de 222.000 reivindicações.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN avançou 1,78%, a 23,99 reais, mesmo com recuo de 1,5% dos preços do petróleo Brent no exterior e com a sucessão no comando da estatal em foco. O coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, que participou do gabinete de transição, disse no Instagram que Lula escolheu o senador Jean Paul Prates (PT-RN) para à presidência da empresa, mas depois apagou a própria publicação.

- SABESP ON subiu 2,41%, a 56,84 reais. A companhia de saneamento paulista divulgou que a Arsesp, agência reguladora do setor no Estado, abriu consulta pública sobre a uma revisão extraordinária de tarifa que a empresa havia requisitado. Nota técnica da Arsesp deu razão à Sabesp para um reequilíbrio de 6,3733% que seria aplicado em fevereiro de 2023, percentual que, segundo o Itaú BBA, poderia adicional 1,3 bilhão de reais em Ebitda anual para a companhia.

- VALE ON perdeu 0,57%, a 85,75 reais, mesmo após nova alta dos contratos futuros de minério de ferro na Ásia, com expectativa de maior demanda na China em 2023. O contrato mais negociado para maio em Dalian encerrou as negociações diurnas com avanço de 0,7%. Siderúrgicas também tiveram desempenho negativo, sendo que USIMINAS PNA caiu 0,43%, a 7,00 reais, após o Itaú BBA rebaixar a recomendação da ação a "market perform".

- MARFRIG ON teve alta de 6,74%, a 7,44 reais, sua quinta alta em seis sessões, enquanto JBS ON aumentou 3,21%, a 20,89 reais.

- BANCO PAN PN expandiu 0,81%, a 6,24 reais, após o conselho de administração da instituição aprovar pagamento de 320 milhões de reais em juros sobre capital próprio (JCP) aos acionistas.

- IRB BRASIL ON cedeu 5,94%, a 0,95 real, após disparar quase 25% na véspera, na esteira de divulgação de lucro de 6,4 milhões de reais em outubro.

- ITAÚ UNIBANCO PN exibiu ganhos de 0,20%, a 24,80 reais, enquanto BRADESCO PN elevou 0,34%, a 14,88 reais.