IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Ibovespa recua após IPCA-15 e atento ao cenário externo

26/04/2023 11h50

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa exibia queda nesta quarta-feira, em meio a certa cautela no exterior, e após o índice de inflação IPCA-15 de abril vir abaixo do esperado, mas com núcleos mais pressionados.

Resultados de empresas, incluindo Gol e Weg, também estavam em foco. Vale e Rede D'Or eram as principais influências positivas, enquanto B3 e Petrobras estavam na ponta oposta.

Às 11:29 (de Brasília), o Ibovespa caía 0,48%, a 102.721,86 pontos. O volume financeiro somava 5,6 bilhões de reais.

O índice de inflação IPCA-15 subiu 0,57% em abril, de acordo com IBGE, desaceleração frente a alta de 0,69% em março. O resultado veio abaixo do aumento de 0,61% esperado por analistas, com base em pesquisa da Reuters.

Luis Novaes, analista da Terra Investimentos, afirmou que apesar de abaixo das expectativas, "a maior difusão e avanço da média dos núcleos de inflação não traz uma nova perspectiva para a trajetória dos juros básicos", fator que pode estar pressionando o índice, segundo ele.

A temporada de balanços localmente também está no radar, com resultados financeiros ou prévias operacionais sendo divulgadas. Após o fechamento do mercado, Vale e 3R Petroleum publicam números consolidados do primeiro trimestre.

Relatório do Santander Brasil, assinado por Aline de Souza Cardoso, aponta para um resultado mais fraco das companhias brasileiras neste primeiro trimestre, uma vez que os efeitos de uma política monetária apertada seguem impactando a atividade econômica. O levantamento leva em conta o conjunto de 150 empresas cobertas pelo banco.

Em Wall Street, os principais índices de ações operavam sem uma direção clara, à medida que novas preocupações recentes com bancos regionais dos Estados Unidos contrapunham um maior otimismo no setor de tecnologia após resultado positivo da Microsoft. O S&P 500 mostrava variação negativa de 0,03%.

Investidores ainda aguardavam dados de atividade econômica e inflação a serem divulgados nos últimos dois dias da semana, para calibrar apostas sobre a trajetória dos juros norte-americanos.

O Federal Reserve (Fed) se reúne semana que vem e o mercado precifica uma alta de 0,25 ponto percentual na taxa básica. No Brasil, o Banco Central também tem reunião de juros no início de maio, com expectativa de manutenção na Selic.

DESTAQUES

- GOL PN caía 2,34%, a 6,26 reais, após ter subido até 6,9% na abertura, na esteira de resultado trimestral. A companhia aérea divulgou lucro líquido de 619,5 milhões de reais no primeiro trimestre, queda de 76,2% sobre o desempenho de um ano antes. A empresa, porém, apurou um Ebitda recorrente de 1,24 bilhão de reais, mais que o dobro do resultado obtido um no mesmo período de 2022.

- WEG ON recuava 1,85%, a 39,79 reais, também após avançar mais cedo. A fabricante de motores elétricos divulgou um lucro líquido de 1,3 bilhão de reais no primeiro trimestre, alta de 38,4% sobre o mesmo período do ano passado. A empresa mencionou desempenho positivo em grande parte dos negócios, embora o resultado operacional tenha vindo abaixo do esperado pelo mercado.

- VALE ON avançava 1,19%, a 70,83 reais, interrompendo sequência de quatro quedas seguidas, à medida que os contratos futuros de minério de ferro se recuperaram modestamente na bolsa de Cingapura, ainda que tenham ampliado as perdas em Dalian, na China. A mineradora divulga balanço trimestral após o fechamento do mercado.

- ITAÚ UNIBANCO PN cedia 0,16%, a 25,56 reais, enquanto BRADESCO PN perdia 0,15%, a 13,68 reais, em sessão mais negativa para o setor bancário. De pano de fundo, o BC disse que a inadimplência no segmento de recursos livres subiu a 4,6% em março, de 4,5% na leitura anterior. Já as concessões de empréstimos no país avançaram 24,2% na base mensal.

- PETROBRAS PN recuava 0,41%, a 26,98 reais, diante de queda de cerca de 1,8% do petróleo Brent no exterior.

- EMBRAER ON mostrava perdas de 1,66%, a 19,49 reais, após divulgar entregas de sete aviões comerciais e oito jatos executivos no primeiro trimestre. No mesmo período de 2022, a companhia havia feito 14 entregas no total. A carteira de pedidos firmes somava no final de março deste ano 17,4 bilhões de dólares, contra 17,3 bilhões de dólares um ano antes.

- XP caía 3,8% em Nova York, a 12,99 dólares, depois que a companhia reportou captação líquida de 16,2 bilhões de reais no primeiro trimestre, queda de 65% na base anual, segundo prévia operacional.

- MOVIDA ON, que não faz parte do Ibovespa, ganhava 8,41%, a 8,51 reais, após resultado trimestral.