IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Economia alemã evita recessão no 1º tri, por enquanto

28/04/2023 07h32

Por Maria Martinez

BERLIM (Reuters) - A economia alemã estagnou no primeiro trimestre, já que a queda no consumo do governo e das famílias foi compensada por um aumento nas exportações e no investimento de capital, mostraram dados divulgados nesta sexta-feira.

O Produto Interno Bruto ficou inalterado no primeiro trimestre em relação aos três meses anteriores em termos ajustados, disse o escritório federal de estatísticas. Pesquisa da Reuters com analistas projetava crescimento de 0,2%.

Os resultados detalhados do primeiro trimestre serão divulgados pelo escritório de estatísticas em 25 de maio.

“A economia alemã permaneceu parada no início de 2023, evitando por pouco a recessão”, disse Claus Vistesen, economista-chefe da Pantheon Macroeconomics para a zona do euro.

A economia alemã encolheu 0,5% no quarto trimestre de 2022 em comparação com os três meses anteriores, em dador evisado que reaviva os temores de uma recessão técnica, definida como dois trimestres consecutivos de contração.

"Com o resultado do quarto trimestre também revisado para baixo, isso deixou a economia em linha com seu nível pré-pandemia, enquanto o PIB está significativamente acima dessa marca na Itália e na França", disse Franziska Palmas, economista sênior da Capital Economics para a Europa.

O governo alemão elevou sua previsão de crescimento econômico para este ano para 0,4%, ante 0,2% previsto anteriormente, de acordo com suas projeções econômicas de primavera publicadas na quarta-feira.

"Uma recuperação gradual está em andamento, apesar de um ambiente persistentemente difícil", disse o ministro da Economia alemão, Robert Habeck, na apresentação das previsões. Ele espera uma aceleração do crescimento após o primeiro trimestre.

(Reportagem de Miranda Murray e Maria Martinez)