IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Presidente do México considera compra de "metade" da unidade do Citi em meio a plano de IPO

26/05/2023 17h52

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta sexta-feira que o governo pode adquirir até metade da unidade mexicana do Citigroup, após o banco dos Estados Unidos anunciar esta semana planos de buscar uma oferta pública inicial (IPO) para o negócio.

O Citi disse na quarta-feira que estava abandonando os planos anteriores de vender sua unidade mexicana, conhecida como Banamex, para abrir capital, o que levou López Obrador a anunciar que o governo poderia investir no negócio e tinha até 3 bilhões de dólares para isso.

O presidente, que disse que o governo espera arrecadar cerca de 2 bilhões de dólares em impostos com a venda do Banamex (estimada em 7 bilhões de dólares), voltou nesta sexta-feira à possibilidade de adquirir uma grande participação ao lado dos acionistas mexicanos.

"Se o governo investir metade, ou 3 bilhões de dólares, sobrarão 2 bilhões de dólares para acionistas mexicanos de todos os níveis", disse ele durante uma coletiva de imprensa. "Valeria a pena", acrescentou, apontando para os lucros anuais do banco.

As falas seguem comentários do governo mexicano, pouco antes do anúncio do plano de IPO, de que a possibilidade de adquirir a "maioria das ações (do Banamex)... por meio da criação de uma associação público-privada" estava sendo estudada.

O presidente não esclareceu nesta sexta-feira como o governo compraria sua fatia, mas sublinhou que o Citi teria que pagar impostos sobre uma oferta pública, observando que "o governo mexicano sempre terá o direito de determinar as condições".

(Reportagem de Isabel Woodford)