Latam inaugura rota São Paulo-Johanesburgo em reforço a conexões Brasil-África

SÃO PAULO (Reuters) - A Latam Brasil inaugura neste sábado uma rota direta de São Paulo para Johanesburgo, na África do Sul, unindo-se a outras companhias aéreas internacionais que também oferecem voos diretos ao continente africano, como Taag e Ethiopian, em meio a cobranças do presidente Luiz Inácio Lula da Silva por mais voos à África.

A operadora aérea prevê transportar anualmente cerca de 75 mil passageiros entre os dois países, com voos que ocorrem três vezes por semana.

A inauguração acontece dias após uma viagem do presidente Lula ao continente africano, onde cobrou por mais voos diretos para a África, apesar de afirmar errôneamente que não havia conexões diretas do Brasil para a região.

"Eu quero discutir como o país do tamanho do Brasil não tem voos diretos para o continente africano. Quando eu voltar para o Brasil, vou conversar com as companhias aéreas, com o Ministério dos Portos e Aeroportos. Vamos buscar soluções para esse problema", disse Lula na plataforma X, anteriormente conhecida como Twitter.

Operadoras africanas como Taag Airlines e Ethiopian Airlines já oferecem rotas diretas para cidades como Luanda, em Angola, e Addis Ababa, na Etiópia.

Com a nova rota, no entanto, a subsidiária brasileira da Latam torna-se a primeira operadora aérea nacional a voar diretamente do país para o continente africano, ampliando opções e destinos para voos sem conexão.

O ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, estará presente neste sábado, junto ao presidente-executivo da Latam Brasil, Jerome Cadier, na estreia da rota São Paulo-Johanesburgo, cuja decolagem inaugural ocorre às 17h25 (horário de Brasília), no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

(Reportagem de Gabriel Araujo e Patricia Vilas Boas)

Deixe seu comentário

Só para assinantes