Mercado vê inflação menor e reduz perspectiva de crescimento em 2023 no Focus

SÃO PAULO (Reuters) - Especialistas consultados pelo Banco Central ajustaram para baixo suas expectativas de inflação e reduziram a perspectiva de crescimento para este ano na pesquisa Focus, divulgada nesta segunda-feira.

O levantamento, que capta a percepção do mercado para indicadores econômicos, apontou que a expectativa para a alta do IPCA em 2023 caiu a 4,55%, de 4,59% na semana anterior. Para 2024 o ajuste foi de 0,01 ponto percentual para baixo, a 3,91%, enquanto para os dois anos seguintes a conta permaneceu em 3,50%.

O centro da meta oficial para a inflação em 2023 é de 3,25% e para 2024, 2025 e 2026 é de 3,00%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Os ajustes acontecem em meio a uma redução nas contas dos especialistas na pesquisa semanal para a alta dos preços administrados. A projeção para esse grupo agora é de inflação de 9,18% este ano e a 4,43% no próximo, contra 9,38% e 4,46% na semana anterior.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa de crescimento este ano caiu em 0,04 ponto, a 2,85%, enquanto que para o próximo segue em 1,50% pela nona semana consecutiva.

Na sexta-feira, o BC divulgou que seu Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) recuou 0,06% em setembro na comparação com o mês anterior, apontando contração de 0,64% da atividade econômica no terceiro trimestre sobre os três meses anteriores.

A pesquisa semanal com uma centena de economistas mostrou ainda que segue a perspectiva de que a taxa básica de juros Selic termine 2023 a 11,75% e 2024 a 9,25%.

(Por Camila Moreira)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes