BNDES deve anunciar mais financiamentos para Embraer este ano

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deve anunciar mais financiamentos para a exportação de aeronaves produzidas pela Embraer, afirmou nesta quarta-feira o presidente do banco de fomento, Aloizio Mercadante

Ele acrescentou que, em 2023, o banco apoiou a venda de 28 aeronaves da companhia para outros mercados e companhias aéreas contra nove em 2022.

"Tem mais aeronaves que estão sendo financiadas pelo BNDES... Não podemos adiantar", disse Mercadante a jornalistas em evento no Rio de Janeiro, acrescentando que a parceria com a Embraer já resultou no financiamento mais de 1 mil aviões.

No mesmo evento, diretora de Infraestrutura, Transição Energética e Mudança Climática do banco, Luciana Costa, acrescentou que as aprovações de empréstimos para energia e infraestrutura devem chegar a 52 bilhões de reais em 2023.

Os desembolsos, segundo ela, devem alcançar cerca de 40 bilhões de reais, um acréscimo de 35% em relação a 2022.

"Nós não acreditávamos no começo; o banco está meio parado e em estado estático. Repetir ano passado era o que se pensava antes, mas os projetos saíram da gaveta", afirmou à Reuters.

Para o próximo ano, ela disse que a previsão é de uma nova expansão nos financiamentos do setor de infraestrutura de no mínimo 20%, com os segmentos de mobilidade urbana, saneamento, rodovias e energia sendo os mais contemplados.

"Para 2024, vai crescer... Se vai crescer 30%, 40% de novo? Não sei. A gente vai ter que crescer, e vai ser acima de 20% certamente", estimou Costa.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes