Latam Airlines retoma liderança no tráfego EUA-Brasil, pela 1ª vez desde pandemia

Por Gabriel Araujo

SÃO PAULO (Reuters) - A Latam Airlines foi líder em participação de mercado entre as empresas que voam entre o Brasil e os Estados Unidos no trimestre encerrado em outubro, após retomar os voos diretos para Los Angeles, mostraram dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), nesta sexta-feira.

A empresa com sede no Chile, que ultrapassou as grandes companhias norte-americanas American Airlines e United Airlines na rota entre a região e os EUA, transportou mais de 260 mil passageiros entre os países no período.

A taxa de ocupação média nesses voos, disse a Latam à Reuters, atingiu 89%.

A Latam liderou o ranking pela última vez por três meses consecutivos entre novembro de 2019 e janeiro de 2020, antes que a pandemia interrompesse as viagens aéreas em todo o mundo, segundo os dados da Anac.

O Brasil tem os EUA como principal mercado de voos internacionais em número de passageiros transportados, com uma participação de 18% até o momento neste ano, acima da Argentina (15%) e de Portugal (12%).

“A liderança reflete a recuperação sustentável de nossas operações internacionais e o primeiro ano de nossa joint venture com a Delta”, disse a diretora de vendas da Latam Brasil, Aline Mafra, em comunicado à Reuters.

Os resultados, segundo a Anac, garantiram à Latam uma participação de mercado de 26% nos voos entre os dois países mais populosos das Américas no período de agosto a outubro, acima dos 22% da American Airlines e dos 20% da United Airlines.

No acumulado do ano, a American Airlines ainda lidera o ranking com 23,7% de participação de mercado, um pouco acima dos 22,4% da Latam, considerando o número de passageiros transportados.

Continua após a publicidade

A Latam retomou os voos entre São Paulo e Los Angeles em agosto, tornando-se o único voo direto entre a maior cidade do Brasil e a Costa Oeste dos EUA, e espera transportar mais de 110 mil pessoas por ano na rota.

A empresa também lançou voos São Paulo-Boston no ano passado, afirmando que 74 mil pessoas voaram entre as duas cidades até agora, com uma taxa de ocupação média de 80%. A transportadora também opera voos para Miami, Orlando e Nova York.

Latam e Delta trabalham na implementação de uma joint venture desde outubro do ano passado e afirmam que até agora conseguiram aumentar sua capacidade em 75%.

A Delta deve relançar em dezembro voos do Rio de Janeiro para Nova York e Atlanta. Em 2023, a companhia norte-americana ficou até agora em 5º lugar no tráfego EUA-Brasil, também atrás da Azul.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes