Ações da China fecham com leve alta apesar de dados decepcionantes do PMI

XANGAI (Reuters) - As ações da China fecharam com leve alta quinta-feira, apesar de dados pouco animadores sobre a indústria e com os investidores pedindo mais medidas de flexibilização. O mercado de Hong Kong se recuperou após ter atingido a mínima de um ano.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com ganho de 0,23%, enquanto o índice de Xangai subiu 0,26%.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, teve avanço de 0,29%, depois de atingir seu nível mais baixo desde novembro do ano passado.

A atividade industrial da China contraiu pelo segundo mês consecutivo em novembro e em um ritmo mais rápido, de acordo com uma pesquisa oficial divulgada nesta quinta-feira.

Os dados do Índice de Gerentes de Compras (PMI) decepcionaram os investidores, que esperavam uma recuperação, o que reforça a justificativa para uma flexibilização fiscal e monetária no curto prazo, disseram analistas do Citi.

O atual mal-estar econômico se reflete no mercado de ações local, com o CSI300 incapaz de apresentar uma recuperação sustentada, disse Alvin Tan, chefe de estratégia de câmbio da Ásia na RBC Capital Markets. O CSI300 perdeu 9,5% até o momento este ano.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,50%, a 33.486 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,29%, a 17.042 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,26%, a 3.029 pontos.

Continua após a publicidade

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,23%, a 3.496 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,61%, a 2.535 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,36%, a 17.433 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,38%, a 3.072 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,74%, a 7.087 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes