JFE Steel analisa possível expansão nos EUA após acordo da Nippon Steel

TÓQUIO (Reuters) - A JFE Steel, a segunda maior empresa siderúrgica do Japão, está interessada em expandir suas operações nos Estados Unidos, disse seu presidente nesta quarta-feira, observando que os laços entre as indústrias siderúrgicas dos dois países se aprofundarão após a aquisição da U.S. Steel pela Nippon Steel.

A Nippon Steel, a maior empresa siderúrgica do Japão, fechou um acordo na segunda-feira para comprar a U.S. Steel, sediada em Pittsburgh, por 14,9 bilhões de dólares, prevalecendo em um leilão para a icônica siderúrgica de 122 anos sobre rivais como Cleveland-Cliffs, ArcelorMittal e Nucor.

Para a JFE, a principal unidade da JFE Holding Inc, o mercado siderúrgico dos EUA também parece atraente, uma vez que se espera que a demanda cresça de forma constante, disse o presidente da JFE Steel, Yoshihisa Kitano, em uma coletiva de imprensa.

"Espera-se que o negócio de aço dos EUA cresça... com o sólido crescimento da demanda previsto pelo setor automotivo", disse Kitano.

Ele também disse que há várias partes do mercado norte-americano onde as siderúrgicas podem gerar ganhos sólidos do ponto de vista da segurança econômica.

"Se houver uma oportunidade, gostaríamos de considerar (expandir) enquanto avaliamos que tipo de áreas de negócios apresentam oportunidades", disse Kitano.

Mas ele acrescentou que não havia nenhum plano concreto para aumentar o investimento nos EUA no momento.

Kitano, que também é presidente da Japan Iron and Steel Federation, recusou-se a comentar sobre o acordo da Nippon Steal em sua capacidade como chefe do grupo do setor.

Mas ele disse, como opinião pessoal, que a aquisição bem-sucedida pela Nippon Steel deve aprofundar os esforços de colaboração entre os setores siderúrgicos dos EUA e do Japão, incluindo iniciativas para a neutralidade de carbono.

Continua após a publicidade

(Por Yuka Obayashi)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora