Latam adiciona mais 5 Boeing 787 Dreamliners à carteira de pedidos

SANTIAGO (Reuters) - A Latam Airlines anunciou nesta quarta-feira um pedido de cinco aeronaves Boeing 787, adicionando mais aeronaves de fuselagem larga destinadas a voos de longa distância ou com maior capacidade à sua frota.

A empresa, em um comunicado conjunto com a Boeing e o fabricante de motores GE, não especificou qual modelo do 787 foi encomendado, embora tenha mencionado a capacidade de transporte mais comum do 787-9.

As aeronaves utilizarão os motores GEnX, da GE, tornando a Latam a primeira companhia aérea na América do Sul a utilizá-los. Os Dreamliners atuais da Latam usam turbofans Trent 1000, da Rolls-Royce, embora problemas de durabilidade tenham retirado várias aeronaves de serviço em 2018.

"Aumentar o tamanho da frota de Boeing 787 permitirá (à Latam) operar com dois modelos de motores diferentes, conhecidos por sua tecnologia de ponta e impacto ambiental reduzido, de maneira complementar", afirmou o diretor financeiro, Ramiro Alfonsin, no comunicado. As partes não informaram o valor do pedido.

Para 2024, a Latam prevê ganhos recordes, à medida que o número de passageiros aumenta e sua carga de dívida diminui.

(Reportagem de Kylie Madry e Fabian Cambero)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes