Governo indica recondução de representantes da União no conselho da Petrobras, dizem fontes

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Ministério de Minas e Energia enviou à Petrobras ofício indicando a recondução dos seis membros que representam a União no conselho de administração da companhia, disseram à Reuters nesta sexta-feira duas fontes próximas às discussões.

O ofício foi enviado apesar de recentes notícias apontando um interesse da atual administração da petroleira de indicar outros nomes ao governo.

A eleição do colegiado ocorrerá em 25 de abril, em Assembleia Geral Ordinária de acionistas.

A Petrobras confirmou em comunicado ao mercado que recebeu indicações do Ministério de Minas e Energia para a eleição ao conselho, mas não revelou o nome dos indicados. A petrolífera disse que as indicações serão submetidas às "avaliações de governança aplicáveis".

A indicação de membros ao colegiado da Petrobras é de responsabilidade da pasta de Minas e Energia, hoje liderada por Alexandre Silveira (PSD), que fez críticas públicas ao comando da Petrobras, presidida por Jean Paul Prates, ex-senador pelo PT, durante o ano passado.

Uma das fontes afirmou à Reuters que Prates pediu ao ministro da Casa Civil, Rui Costa, que pudesse indicar uma das cadeiras, ainda no início de janeiro, mas a ideia foi logo descartada.

A colunista Malu Gaspar, de O Globo, publicou nesta semana que Prates estaria articulando "uma ofensiva com o objetivo de ampliar o controle do PT sobre o conselho de administração da estatal e remover os conselheiros ligados ao ministro de Minas e Energia".

Os seis nomes indicados para a recondução deverão agora ser avaliados novamente pelo Comitê de Elegibilidade (Celeg) da Petrobras, onde passarão por testes de integridade e governança, detalhou a fonte, ponderando que como já são integrantes do colegiado não deve haver impeditivos para que permaneçam em seus cargos.

Continua após a publicidade

Os nomes que serão reconduzidos como representantes da União são Pietro Mendes, como membro e presidente do conselho, além dos conselheiros Jean Paul Prates, Vitor Saback, Renato Galuppo, Bruno Moretti e Sergio Machado Rezende.

A notícia da recondução foi publicada mais cedo pela agência especializada epbr.

O conselho da Petrobras é composto atualmente por 11 membros. Além dos seis indicados pelo governo, quatro membros hoje representam acionistas minoritários e um foi eleito pelos empregados.

(Por Marta Nogueira)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes