Empresas da zona do euro podem estar absorvendo aumentos salariais, diz chefe do BCE

FRANKFURT (Reuters) - O crescimento dos salários continua robusto em toda a zona do euro, mas as empresas podem estar absorvendo parte desse aumento por meio de margens de lucro menores, em vez de aumentar os preços, disse a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, nesta segunda-feira.

"A expectativa é de que o crescimento dos salários se torne um impulsionador cada vez mais importante da dinâmica da inflação nos próximos trimestres", disse Lagarde a parlamentares europeus em Estrasburgo.

"Ao mesmo tempo, a contribuição dos lucros (...) está diminuindo, o que sugere que, como esperado, os aumentos dos custos de mão de obra são parcialmente amortecidos pelos lucros e não estão sendo totalmente repassados aos consumidores", disse ela em uma audiência parlamentar.