Bolsas

Câmbio

Dólar cai abaixo de R$ 4 pela primeira vez em uma semana


O apetite por risco no exterior derruba o dólar frente ao real nesta quarta-feira. A moeda americana cai mais de 1% e operava abaixo de R$ 4 pela primeira vez em uma semana.

Depois de dias de intensa pressão por causa de preocupações com a China e da queda livre do petróleo, os mercados financeiros globais têm hoje o primeiro rali consistente do ano. Dados de comércio exterior vindos da China são o argumento citado por analistas, já que amenizaram receios de uma desaceleração mais forte da segunda maior economia do mundo.

As exportações chinesas caíram 1,4% em dezembro de 2015, ante um ano antes, bem menos que o previsto, que era uma queda de 8%. Enquanto isso, as importações recuaram 7,6% na mesma base de comparação, ante estimativa de declínio de 11%.

A relativa estabilização do yuan também ajuda. Mas a queda de 2,42% do índice de ações Xangai Composto, que fechou abaixo dos 3 mil pontos pela primeira vez desde agosto, serve de lembrete de que o sentimento segue bastante frágil.

Às 11h08, o dólar comercial perdia 1,11%, saindo a R$ 3,9990. Na mínima, a cotação ficou em R$ 3,9900 (-1,34%), menor patamar intradia desde 5 de janeiro, quando se situou em R$ 3,9882.

No mercado futuro, o dólar para fevereiro cedia 0,72%, a R$ 4,0235, depois de mínima de R$ 4,0095.

A queda do dólar pode ser intensificada ao longo do dia a depender dos discursos de dois integrantes do banco central dos Estados Unidos - Charles Evans, presidente do Fed de Chicago; e Eric Rosengren, presidente do Fed de Boston. Rosengren é membro votante do Fomc - o comitê de política monetária do Fed - neste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos