Bolsas

Câmbio

Em debate tenso, candidatos de BH trocam acusações e ofensas pessoais

Em um debate agressivo e tenso, os candidatos a prefeito de Belo Horizonte trocaram ofensas pessoais e acusações de corrupção. O debate foi realizado na noite desta sexta-feira e exibido pela Rede TV!.

Alexandre Kalil (PHS) acusou João Leite (PSDB) de ter aparecido em um delação premiada como tendo recebido R$ 150 mil em propina em um suposto esquema de desvio da empresa de energia Furnas.

Leite reagiu com nervosismo e disse que ele teria de provar a afirmação e durante o intervalo deixou a bancada onde estava em direção ao adversário com o dedo em riste gritando "vai ter que provar". Depois disse que a chamada lista de Furnas no qual Leite teria sido mencionado como beneficiário foi reconhecida como falsa pela Polícia Federal. E que irá à Justiça contra Kalil

Kalil tem 41% das intenções de votos, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira e Leite, 35%.

Leite acusou Kalil de dever R$ 140 milhões referente a aposentadoria e fundo de garantia a funcionários de suas empresas do ramo de construção civil. Acusou-o de ter uma vida nababesca e de, além de dever a ex-funcionários, tem também uma dívida milionária de IPTU em Belo Horizonte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos