Bolsas

Câmbio

Dólar comercial bate R$ 3,15 na máxima após dados dos EUA

O dólar comercial mantém a trajetória positiva desde a abertura e ganhou forçaapós os números do mercado de trabalho no setor privado dos Estados Unidos superarem expectativas




Às 10h53, a moeda americana subia 0,97%, a R$ 3,1489, com pico em R$ 3,1529 (+1,10%). Já o dólar para abril tinha elevação de 0,76%, cotado a R$ 3,1660, com máxima em R$ 3,1740.


De acordo com a ADP, empresa que processa folhas de pagamento, os Estados Unidos geraram 298 mil vagas de trabalho em fevereiro, bem acima da expectativa de 188 mil. Com isso, aumenta a expectativa para o relatório de empregos americano, na sexta-feira, que inclui outros setores da economia. Os números alimentam também a percepção de que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) tem argumentos para elevar juros na semana que vem.


Entre os ativos no exterior, o dólar ganhou tração diante de moedas de economias emergentes.


No mercado de renda fixa, o impacto mais acentuado ocorreu na ponta mais longa da curva de juros futuros. O DI janeiro de 2021 exibia 10,090%, de 10,010% no ajuste anterior, e o DI janeiro de 2023 ganhava a 10,340%, de 10,250%. O DI janeiro de 2025 exibia 10,430%, de 10,340%. Entre os vencimentos mais curtos, o DI para janeiro de 2018 subia a 10,245%, de 10,220%, e o DI janeiro 2019 marcava 9,740%, de 9,700%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos