Ibovespa fecha em queda em meio a incertezas sobre governo Trump

Depois de seis dias de alta consecutiva, o Ibovespa sucumbiu ao aumento da aversão aos ativos de risco. As incertezas sobre o governo do presidente americano Donald Trump deixaram os investidores mais cautelosos, que aproveitaram para realizar os lucros recentes. O Ibovespa fechou com queda de 1,67% aos 67.540 pontos e giro financeiro de R$ 8,3 bilhões, inflado pelo vencimento de opções sobre o Ibovespa.


O índice que mede a volatilidade das ações de empresas brasileiras subiu 11,98% hoje para 36,09 pontos. O dado medido pelo CBOE Brazil ETF Volatility é o maior desde 15 de dezembro do ano passado, quando o indicador marcou 35,92 pontos. "A bolsa caiu, reagindo ao noticiário dos Estados Unidos e passando por um movimento de realização de lucros", diz Ari Santos, gerente de mesa Bovespa da H.Commor DTVM. No mês, o Ibovespa tem alta de 3,27%.


A queda da bolsa de valores só não foi mais intensa porque o preço das commodities no mercado internacional subiu e impediu que os papéis da Vale e da Petrobras registrassem quedas expressivas. Como as ações dessas empresas representam 17,55% da composição do Ibovespa, ajudaram a impedir uma maior desvalorização do principal índice da bolsa de valores.


O preço do minério de ferro subiu 1,7% no porto de Qingdao, na China, para US$ 62,20 a tonelada. As ações PNA da Vale caíram 1,93% e os papéis ordinários tiveram baixa de 1,54%. Os contratos futuros de petróleo WTYI com vencimento em junho subiram 0,84% para US$ 49,07 o barril. As ações preferenciais da Petrobras caíram 0,57% e as ações ordinárias tiveram baixa de 0,56%. As ações do sistema financeiro também fecharam em baixa, com destaque para os papéis do Banco do Brasil, que recuaram 2,71%.


O presidente americano, Donald Trump, admitiu ter repassado à Rússia, em encontro com diplomatas, informações confidenciais sobre a luta contra o Estado Islâmico. O deputado republicano Justin Amash, do Michigan, disse que há mérito para o impeachment de Trump se comprovado que ele pediu ao ex-diretor do FBI James Corney para encerrar uma investigação federal.


Hoje, Trump disse que "nenhum político na história" foi tratado de maneira tão má e injusta quanto ele. Em discurso em uma cerimônia de formatura da Academia da Guarda Costeira, no Estado americano de Connecticut, ele evitou tratar das polêmicas mais recentes de sua administração.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos