Bolsas

Câmbio

Ibovespa tem dia instável e tem leve alta com ajuda de bancos

A véspera do feriado foi um dia de instabilidade no mercado de ações. Pela manhã, o Ibovespa chegou a subir 1,04%, puxado pelas ações do sistema financeiro. Mas nas últimas três horas finais, o índice recuou e atingiu a mínima de 0,51%, com a disputa entre investidores comprados e vendidos em opções do Ibovespa futuro. A média para liquidação das transações é definida nas últimas três horas de negociação.


O desempenho negativo do índice no período da tarde foi reforçado pela queda das bolsas americanas, após a decisão do Fed, banco central dos Estados Unidos, de subir os juros em 0,25 ponto percentual, para entre 1% e 1,25% ao ano.


Por fim, o Ibovespa encerrou o dia em leve alta de 0,15% aos 61.923 pontos, com giro financeiro de R$ 8,4 bilhões. O movimento financeiro ficou acima da média diária do ano, que é de R$ 6,3 bilhões, mas foi inflado pelo vencimento de opções.


As ações dos bancos fecharam com forte alta, puxadas pelo Bradesco. As ações preferenciais do banco subiram 3,87% e os papéis ordinários tiveram alta de 3,37%. As ações da Bradespar, que tem participação no banco, subiram 5,39%, a maior alta do Ibovespa. O movimento de valorização ocorreu porque a quarta turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região decidiu pelo trancamento da ação penal contra o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, em caso relacionado à operação Zelotes. A ação contra Trabuco Cappi foi trancada, segundo o tribunal, "por falta de justa causa". No meio da tarde, a 10ª Vara Federal de Brasília confirmou a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que determinou o trancamento da ação.


Os papéis das companhias ligadas ao setor de commodities fecharam em queda. As ações preferenciais da classe A da Vale recuaram 1,37% e as ações ordinárias tiveram baixa de 1,02%.


As ações preferenciais da Petrobras fecharam em baixa de 2,47% e os papéis ordinários tiveram baixa de 2,38%. Os sindicatos dos petroleiros planejam para a próxima segunda-feira, 19, uma mobilização nacional nas refinarias da petroleira. Assembleias em todo o país estão votando esta semana adesão a uma greve por tempo indeterminado, contra a redução do efetivo nas unidades de refino da companhia.


Fora do Ibovespa, as ações da Cesp recuaram 4,80% com a decisão do governo do Estado de São Paulo de não renovar antecipadamente as concessões da Cesp. A decisão pode ter o efeito de reduzir o interesse de eventuais compradores, colocando em risco o sucesso desta quarta tentativa de privatização da elétrica.


A decisão do Fed de elevar a taxa de juros já era esperada pela maior parte dos investidores e não teve reflexos para o mercado acionário brasileiro. Mas o comunicado divulgado após a reunião trouxe pelo menos duas informações que chamaram atenção dos economistas. A primeira é que a mediana para a taxa de desemprego nos Estados Unidos neste ano caiu de 4,5% para 4,3%. A outra é que o Fed deve começar a reduzir o balanço ainda neste ano.


O Fed planeja reduzir o volumoso balanço de ativos hipotecários e do Tesouro que acumulou durante três rodadas de compras de ativos. Inicialmente, o Fed permitirá a recompra mensal de US$ 6 bilhões em ativos do Tesouro no vencimento. Esse montante subirá em US$ 6 bilhões a cada três meses ao longo do ano, até que o banco chegue a US$ 30 bilhões em títulos por mês.


No caso dos títulos hipotecários o processo será mais lento a US$ 4 bilhões por mês, com o limite subindo em US$ 4 bilhões a cada três meses, até chegar a US$ 20 bilhões por mês. As movimentações começarão quando a normalização da taxa dos Fed Funds já estiver bem encaminhada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos