Bolsas

Câmbio

CCJ do Senado abre sessão de leitura de parecer da reforma trabalhista

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado deu início, por volta das 9h20, à sessão de leitura do relatório da reforma trabalhista, elaborado pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR). Líder do governo no Senado, Jucá dará parecer favorável à constitucionalidade da matéria.



RVJpZlGADdk
[valor_admin_ui:youtube|video=RVJpZlGADdk|width=560|height=315]


A sessão extraordinária ocorre um dia depois de a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) ter rejeitado relatório de Ricardo Ferraço (PSDB-ES), também favorável à reforma, por 10 votos a 9. O resultado foi visto como uma derrota para o presidente Michel Temer, que vê no avanço da agenda de reformas uma maneira de demonstrar que o governo segue trabalhando normalmente, apesar da crise política desencadeada pela delação da JBS.


O resultado na CAS só foi possível devido ao voto de senadores da base, como Eduardo Amorim (PSDB-SE), contra o parecer de Ferraço.


A CCJ é a terceira e última comissão pelas quais a reforma tramita na Casa. Antes da CAS, o texto havia sido aprovado pelos senadores da Comissão de Assuntos Econômicos.


Pelo calendário acertado entre governo e oposição, a votação na CCJ acontece na próxima quarta-feira, dia 28. A partir daí, a matéria estará pronta para ir a plenário.


Em declarações à imprensa, Jucá tem dito que há votos suficientes para a aprovação em plenário. Para isso, serão necessários os votos da maioria dos presentes na sessão, ou maioria simples. Já a oposição aponta fragilidades na base e disse ver o resultado de terça-feira na CAS como "o início do fim do governo Temer".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos