Bolsas

Câmbio

Barroso autoriza abertura de inquérito contra Edison Lobão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso autorizou abertura de inquérito contra o senador Edison Lobão (PMDB-PR) por crime contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e tráfico de influência. O pedido havia sido feito na semana passada pela Procuradoria Geral da República (PGR).


De acordo com o Ministério Público Federal, há indícios de que, em 2011, o pemedebista - à época era ministro de Minas e Energia - ingressou de forma oculta como sócio do grupo empresarial Diamond Capital Group. Ele teria se utilizado de sua influência política para beneficiar a empresa, ilicitamente, com o aporte de capital de diversos fundos de investimentos controlados pelo governo federal, entre eles o da Petros, de funcionários da Petrobras.


Barroso afirma que, "havendo um mínimo de elementos indiciários", como seria o caso, a PGR deve realizar as investigações. "Um primeiro exame dos autos revela elementos de participação direta do parlamentar nos fatos narrados. Não se está diante de notícia sem qualquer apoio indiciário ou de notícia fundada somente em denúncia anônima, devendo-se dar prevalência, diante disso, ao interesse da sociedade em ver esclarecidos os fatos", diz.


O relator ainda deferiu todas as diligências pleiteadas pela PGR, como a autorização judicial para que a Polícia Federal intercepte e-mails de Lobão e a quebra do sigilo bancário do senador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos